sábado, 29 de abril de 2017

Os Hábitos?


A maior força está no silencio, na sutileza da identificação com eles...

Nos misturamos ao ponto de acharmos que eles e NÓS somos a mesma coisa!

Eles nos definem: SOU ASSIM MESMO!

E ai entra o OUTRO pra nos denunciar, nos irritar e nos mostrar que esse NÓS é uma imaginação criativa.

Nós criamos e nos apaixonamos por essa criação.
Troca-la, abandona-la e ou repeli-la é doloroso como se fosse a nós mesmos!

Olhamos hoje ao redor e muito mais longe e o que vemos nos fala claramente: Precisamos agir...

AGIR?

Dentro, antes de tudo!

As linhas de código precisam de transformações urgentes, para que o programa MUDE!
Pulgas atras das orelhas são coisas do passado, agora são leões na frente e ao lado , na tv, no face, e aonde que que olhemos...

Tudo aponta para dentro!
Tudo aponta pra o roteiro, pro projeto que já se materializa de forma angustiante...

Mudar o que vejo, sem mudar o que penso?

A historia esta mostrando que temos todos que fazer nossa lição de casa.






quarta-feira, 26 de abril de 2017


             

                                  Verdade né?
  

     Reclamamos quando temos que mudar ...mas reclamamos muito mais quando tudo está parado, nada muda, tudo é uma chatice...

Água parada cria limo, né?

Como uma praga que acomete uma planta, antes que seja tarde, temos que podar, cuidar  para não se alastrar...  

Definitivamente esse é o planeta da manutenção...

De tudo: corpo, relações, casa, carro, mente e...espirito!

Teremos sempre de arcar com nossa displicência...

Entender que o cenário ( fora) é um reflexo de dentro ( criador) fica cada dia mais obvio.

Tudo ganha uma nova dimensão.




Como dizia o Nelson Mandela, se nós não nos permitirmos mudar de opinião, como esperar que o outro mude?

Mudar, as vezes, ou sempre, significa perder o olhar anterior, aquilo que tínhamos e partir em busca de um novo olhar, nova opinião...e NÓS NÃO SOMOS NOSSAS OPINIÕES!

ESSE APEGO AO QUE PENSAMOS, AO QUE ACHAMOS NOS APRISIONA.




quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Mudar é obrigatório?





NADA DO QUE FOI, SERÁ
DE NOVO, DO JEITO
QUE JÁ FOI UM DIA!
                                                                                                  Lulu Santos.


Mudanças? ...não é escolha!

         A Neurociência tem avançado e ocasionado mudanças imensas na forma como entendemos a mente e como nos permitimos modificar o “programa” mental, quando percebemos que nossas crenças limitantes estão nos impedindo de alcançar nossos objetivos e  de usufruir plenamente de uma vida feliz e cheia de realizações!

Temos que aprender a administrar as “coisas”, pois elas nos desafiam o tempo todo, numa metamorfose ambulante!





<><><><><><><><> 


 Eu posso escolher quais sementes quero plantar,
Mas quando planto, sou obrigada a colher!


Mesmo que escolha agora, uma nova leva de sementes, mais adequadas ao meu Estado de consciência atual, as  sementes que plantei na estação passada estão aguardando para ser colhidas!

Irrecusável...

Transformar essa colheita em algo sagrado é desafiador... mas temos que tentar, mesmo com o risco de fracasso.
              O fracasso é o que chamamos de treinamento! 
              Faz parte do aprender, de criar músculo...
Já pensou se alguém não tentasse superar suas marcas anteriores, seus limites...? Que atleta existiria?

Ter paciência com o processo de mudança começa por esse entendimento de que as colheitas têm que ser colhidas! – queimada, enterrada, vendida, doada, mas em qualquer dos casos, nossa responsabilidade!

MAS COMO DIZ A LENDA, SE NÃO GOSTA DO QUE ESCUTA, MUDE SUA FALA!





  


domingo, 31 de julho de 2016

LIMÃO?

              SE A VIDA TE DER LIMÕES ...

Resultado de imagem para limoes
                           
                               ...  FAÇA MALABARISMO!

A biologia da crença!

Nesta obra, o cientista norte-americano Bruce Lipton se propõe a explicar não apenas como todas as células do corpo são influenciadas pelo pensamento, mas também pretende comprovar a reencarnação...

Uma leitura obrigatória para quem busca uma expansão da consciência  com objetivo de ENTENDER um pouco mais sobre o SISTEMA humano... 



Descobrimos pasmo, que possuímos um software maravilhoso à nossa disposição e usufruímos 10 ,20% dele... e quem explora esse "restante são as religiões, industrias farmacêuticas e o sistema financeiro..

Quando aprendermos a usar 50% apenas, já não dependeremos mais desses organismos usurpadores, teremos mais autonomia e liberdade!
Na pagina 147 ele diz que :

As células geralmente respondem a uma variedade básica de "percepções" do que se passa no mundo. Essas percepções incluem níveis de potássio, cálcio, oxigénio, glicose, histamina, estrogênio, toxinas, luz e diversos outros estímulos presentes em seu ambiente imediato. As interações simultâneas de centenas de sensores reflexivos na membrana, cada um deles lendo um sinal específico, estabelecem o complexo comportamento das células vivas”

Livro a disposição nesse link:
  
                                                                             http://www.reconectaruniversal.com/livro1.pdf

Boa leitura...



quinta-feira, 31 de julho de 2014




                O adversário na nossa própria cabeça é mais formidável do que o que temos do outro lado da rede pois somos nós quem criamos boa parte dos nossos problemas” lembra Tim Gallwey .
                Para ele, a diferença entre os vencedores e os outros é que os primeiros se atrapalham menos e deixam seus talentos fluírem com mais naturalidade. “Para fazer isso, no entanto, eles precisam vencer a batalha contra o medo, a dúvida e a insegurança, que não são guerras menores”. Finaliza o americano.
                A vitória se inicia ao percebermos que  podemos atuar a cada minuto de forma serena e determinada na mudança na forma COMO olhamos a vida!